5 Dicas para diminuir a indecisão.

Um homem indeciso, sem saber o que fazer.

A indecisão pode ser um grande empecilho em nossa vida, por isso, é válido aprender como lidar com ela! Continue lendo e saberá 5 dicas para diminuir a indecisão.

Fazemos escolhas o tempo todo, até quando decidimos não escolher, estamos escolhendo. Tudo isso pode nos causar uma grande frustração, pois sempre estamos em busca de fazer a melhor escolha. 

Como deixar a indecisão de lado? 

Se você quer saber a resposta desta pergunta, continue lendo e mude a sua vida! 

  1. Introdução.
  2. Medo.
  3. Insegurança.
  4. Necessidade da certeza.
  5. Dicas! 

A melhor opção é aquela que você escolhe!

Independente do que resulte às suas escolhas, lembre que você teve motivos para optar por aquilo e naquele momento de decisão, você achou que seria a melhor escolha.

Deixar que a indecisão tome conta não ajuda em absolutamente nada, pois ficamos nervosos, aflitos, sem saber o que fazer. Às vezes, podemos até perder a oportunidade por ficar tão desesperado em acertar na escolha. 

Mas, o que é uma escolha certa? Mesmo se as coisas não saírem da forma que você imagina, alguma coisa você colherá de bom da experiência. Então, isso não basta para rotular uma escolha de certa? 

Tudo bem sentir medo! 

O medo é uma reação alerta do ser humano, fazendo com que o sentimento de estar sendo pressionado aumente. 

É normal sentirmos medo quando temos algo para decidir, pois é nesses momentos que nos sentimos coagidos, sem saber o que fazer sobre determinada situação. 

Mas, se você deixar que o medo ganhe, você não conseguirá ter uma decisão sensata, porque o medo sempre estará falando mais alto, por isso, não deixe que ele tome conta de você. 

Mas, de qualquer forma, está tudo bem sentir o medo. Ele é uma reação automática de todos nós. Então saiba que todos temos que lidar com esse sentimento. 

Você não está sozinho!

Se a insegurança aparecer, seja forte! 

Ela aparece exatamente naqueles momentos de vulnerabilidade: a insegurança. Nos sentimos incapazes de fazer qualquer coisa, incluindo tomar uma decisão.

É exatamente aí que a gente acha que não conseguirá superá-la, que ela tomará conta de todo o nosso ser e nós não conseguiremos ter reação alguma. Se você acha que isso é drama, você nunca sentiu, de fato, a insegurança. 

Mas saiba que sim, você vai conseguir. Todos sabemos o quanto é difícil driblar a insegurança, mas saiba que você vai domá-la, basta você confiar em si mesmo e enfrentá-la. 

Errar não é um problema. 

Não sinta-se culpado ou incorreto por ter feito uma escolha que no final não foi a melhor.  Estamos sujeitos a cometer erros todos os dias, o problema realmente está em repetir erros. 

Você não precisa cometer o erro duas vezes para ter certeza, uma vez já está suficiente. Não insista em algo que você já sabe no que vai dar. Aproveite o seu tempo para pensar em algo novo, uma nova atitude.

Você deve ter a maturidade de assumir “Eu errei e vou corrigir o meu erro!” Acredite, você tem a oportunidade de fazer diferente, por isso aproveite essa chance! 

5 Dicas para diminuir a indecisão. 

1 – Lembre de todas as suas experiências.

Pense em outras vezes que você escolheu, ou quando viu alguém no processo de fazer uma escolha. Também relembre várias atitudes suas que envolva algo na decisão, pense em seus hábitos e costumes. 

Faça uma análise de como está sua vida no momento, pense na decisão que você precisa tomar e logo após, imagine como seria a sua vida com cada opção que você tem. 

Em qual delas você se sente mais confortável? 

2 – Liste os prós e contras das suas opções. 

Para amenizar a voz alta de todos os pensamentos, pegue uma folha de papel e comece fazer uma lista com tudo que existe a favor e contra de cada opção que você tem. 

Desta forma, você conseguirá visualizar e irá pausar um pouco os pensamentos, o que irá te ajudar neste processo. 

Qual delas é mais favorável? 

3 – Lembre-se de optar pelo que é melhor para você! 

Não se esqueça que você é a prioridade. Independente das opções que você tem, aquela que mais te faz bem, deve ser a escolhida. Não adianta você beneficiar os outros se você sairá com machucados. Se priorize! 

Monja Coen fala sobre a indecisão: “No meu mosteiro a minha mestra sempre recomendava que nós seguíssemos o nosso coração. Não precisa ser necessariamente a melhor escolha, ela precisa ser aquela que faz você se sentir melhor.”

Qual delas é melhor para você? 

4 – Não sofra por antecipação.

Não se torture pensando tanto no que pode acontecer no futuro, esteja com o pensamento neste momento da sua vida. Tire o “e se?” da sua cabeça, pois ele pode te prejudicar demais neste momento. 

Estar com o foco sempre no que está por vir nos frustra e nos deixa preocupados com algo que nem aconteceu ainda. Por isso, devemos ficar antenados com as coisas que estão acontecendo agora em nossas vidas.

Foco no presente!

5 – A falha faz parte da vida! 

Agora, lembre-se de todo o conteúdo acima e eu relembro novamente também: TÁ TUDO BEM ERRAR! Não é um bicho de 10 cabeças cometer um erro, você tem capacidade para remediar e dar a volta por cima sempre! 

Confie no seu potencial de que, se fizer uma escolha e ela não sair da melhor forma possível, tá tudo bem, você vai consertar tudo! 

Confie em você! 

6 – BÔNUS: Última dica

Se você estiver relutante e não conseguir fazer a escolha, saiba que no Eyhe existem pessoas que podem te ajudar! Essas pessoas são preparadas para te ouvir e acolher. 

Quando quiser conversar, lembre-se que no Eyhe você encontra um ombro amigo! 

Conhece alguém que sofre com a indecisão? Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Continue Conectado

Podcast Autoconsciente

(Parceiro Eyhe) Episódio 65