Como as relações ajudam a evoluir?

Três amigos em uma montanha conversando.

Em nossa jornada, todas as pessoas contribuem para o nosso crescimento. Leia e saiba como as relações ajudam a evoluir na vida!

“Você só vê nos outros o que você tem em si mesmo.” – Annette Noontil

Depois de viver muitas coisas dolorosas repetidamente, hoje eu reconheço que foram essas coisas que me provocaram boas lições de vida. 

De vez em quando, quando me vejo sendo sugado em pensamentos sobre a correção ou incorreção de uma situação, e também sobre quanta dor está me provocando, eu dou um passo para trás. Eu posso ver que as pessoas são apenas o mecanismo para o meu crescimento e as experiências dolorosas são apenas grandes sinais de que estou me direcionando de maneira errada para a vida.

Dr. Gabor Maté escreveu: “Agora, as pessoas vão formar relacionamentos com os outros exatamente no mesmo nível de desenvolvimento psicológico e auto-aceitação que elas têm [….] O que poderíamos chamar de lei da igualdade. O desenvolvimento é verdadeiro mesmo se as próprias pessoas compram na mitologia que um deles é emocionalmente mais maduro do que o outro.”

Como as relações ajudam a evoluir: Os relacionamentos!

Eu amo essa visão do Dr. Maté, especialmente quando ele passa a dar um exemplo típico de um casal com um cônjuge que parece estar funcionando no mundo com mais sucesso do que o outro. Quando o relacionamento é examinado mais de perto, geralmente pode ser visto que as pessoas mais maduras são capazes de ser indivíduos independentes e não co-dependente.

Não é coincidência que nos relacionamos com pessoas que nos provocam. Somos atraídos para as pessoas que estão, de alguma forma, envolvidos em nossos próprios problemas. Desta forma, ambos nos desafiam e nos ajudam a curar e crescer.

Como um médico homeopático define: “Um está em sua cabeça e tem que aprender a se conectar a partir de seu coração, o outro está em seu coração e tem que aprender a se conectar a partir de sua cabeça.”

Mas tudo isso se concretiza como verdadeiro se é um relacionamento íntimo. Se alguém se destaca em meio aos outros (positivamente ou negativamente) eles têm algo para te ensinar. Michael Kerr diz: “As pessoas atraem para si tudo que está em torno de suas imagens no espelho emocional.”

“As pessoas tendem a classificar-se por níveis de desenvolvimento emocional para muitos propósitos e não apenas o casamento“, escreve Stanley Greenspan, “porque os que funcionam em diferentes níveis são praticamente falando línguas diferentes …. Pessoas amplamente separadas na verdade têm muito pouco a falar.”

Lembranças da infância.

Quando criança, aprendi a ficar fora de problemas, antecipando as emoções e buscando a perfeição no meu comportamento. As críticas vinham geralmente infundadas e sempre entregue de uma forma que me sentia estranho e injusto.

Não que eu estava sempre sendo passiva, mas quando eu queria, eu ia atrás de um ponto de defesa. O que me justificava racionalmente, era ter limites saudáveis ​​ao redor das minhas próprias necessidades e desejos.

Como as relações ajudam a evoluir: Situações constrangedoras.

Ser criticado publicamente por um colega era algo que sempre fazia eu me sentir inseguro. Minhas tentativas de reparar o relacionamento eram sem sucesso. Foi assim  até o momento em que eu cheguei e disse que eu não permitiria que ela e ninguém me intimidasse daquela forma, pois, eu não tinha dado o direito. 

Esta experiência permitiu-me ver quanta dor eu estava abrigando desde a minha infância.  Percebi que eu precisava colocar energia em cura, para que a velha ferida em vez de perpetuar em outra situação, ela se curasse. 

Depois de muito tempo, agora eu posso ver que eu não era responsável pela ansiedade da minha mãe. Em vez disso, foi uma ampliação da sua própria ansiedade, como uma criança em reação à cultura e meio ambiente que ela cresceu, e assim, o comportamento foi gerido. 

Como as relações ajudam a evoluir: As mudanças aconteceram!

Embora seja mais fácil para mim me separar de questões que me provocam emocionalmente, note que eu ainda não consegui. Isso, creio eu, nunca vai mudar, porque não há maneira mais segura de saber o que se quer sem antes experimentar o que nós não queremos. É apenas melhor para não ficar preso a sentir pena de nós mesmos.

Eu admito que às vezes é difícil ver um caminho através das emoções do momento, especialmente quando se refere a uma situação em curso. Ainda através de outras pessoas a quem eu adoraria validar meu ponto de vista, assim como eles, sem dúvida, gostariam de validar o deles, então não há muito o que trabalhar.

Eu sempre me preocupei com isso, principalmente, por optar em fazer a partir de um ponto de intriga. Pois, a minha vontade de aprender e crescer era maior do que de me sentir impotente e à mercê dos outros.

Velhos hábitos custam a morrer e ainda há muitas vezes em que eu vou me encontrar voltando para confidentes para reclamar sobre algo. Por esta razão eu optei por confiar em pessoas que gentilmente se dispõem em me ouvir, sendo assim, uma vista mais ampla. 

E por enquanto as situações semelhantes continuarem surgindo, eu vou entender que a vida está apresentando uma lição importante para mim. Nem sempre é entendida imediatamente, mas óbvio que a verdadeira lição é como posso superar a minha luta. Mas, de qualquer forma, a experiência me ensina que as coisas se tornam claras quando estamos prontos para ver. O meu trabalho está em lidar da melhor forma que posso com minhas frustrações em vez de me sentir miserável.

As percepções começam a mudar!

Uma vez que as lições são mais frequentes e entregues através de outros, eu não tento difamar para a sua parte. Eu sei que no futuro eu vou estar agradecendo pelo papel que desempenharam no meu crescimento contínuo e jornada pela vida.

Então, qual é o foco de suas frustrações? Pense em situações passadas, quando você se sentiu da mesma forma. Quando foi a primeira vez que eu me senti assim? Tente ver o padrão. 

Ao invés de viver com dor como uma vítima indefesa, tente ver as lições que aprendeu aqui. De qualquer forma, a lição está sendo jogado fora, a verdadeira lição será uma versão de aprender a amar-se mais. Sempre é.

Você consegue imaginar um mundo cheio de pessoas que estão buscando o seu poder através do autoamor em vez de tentar tirar dos outros? É o mundo que eu gostaria de viver.

Tradução Livre. Postado em Tiny Buddha.

Está precisando conversar com alguém? Saiba que no Eyhe você encontra pessoas que já superaram desafios e hoje estão dispostas a ouvir e ajudar! É só clicar AQUI!

Um mulher tentando se conectar com a sua intuição.

Como ouvir a intuição?

Continue Conectado

Podcast Autoconsciente

(Parceiro Eyhe) Episódio 65